Saiu uma crônica minha na Revista Helenas:

https://medium.com/revistahelenas/as-poemas-de-bauru-colet%C3%A2nea-helenas-h21-76e793bf918e

A revista Helenas é uma organização de comunicação focada em gênero. Surgiu com o ideal de produzir e dar espaço às pautas que se relacionem com o universo feminino, considerando que as mulheres são afetadas pela desigualdade e opressão de gênero, que são agravadas pelas opressões de raça e classe. ♀

📌Os textos publicados são escritos pelas colaboradoras internas da Revista, mas também por colaboradoras esporádicas que enviam material por meio do formulário no link: <https://forms.gle/n2AWv7Lz3xNhCs8L8>.

Sendo assim, sempre estão abertas para receber textos para as editorias:

🔸Elza Soares (Música)
🔹Carolina Maria de…


Nasceu comprida e espichada a danada da menina. Uma meninóna como disse a vó, as tias, as vizinhas, e depois disseram as professoras que passavam o ano todo repetindo que era lá atrás, o lugar dela era bem no fim, em último. No meio da corrida e da bagunça que antecedia a organização necessária para ir de um canto ao outro, tentava se camuflar pelo meio, porque na frente, onde realmente sonhava, ficaria muito destacada e por isso nem tentava; e porque no final ela já estava e para tentar pouco preferia nem tentar, então o meio estava bom, o…


Os cremes antissinais e anti-idade não possuem comprovação científica. Sim, têm essas duas modalidades de coisas e elas são diferentes. Em algum momento você acaba descobrindo isso, as pessoas comentam, a internet comenta, e você mesma acaba comentando consigo e, despretensiosamente, fica sabendo que está um pouco atrasada, o que é absolutamente normal quando o assunto é você, que menstruou aos 17, beijou aos 19 e transou aos 23. Mas os especialistas continuam recomendando filtro solar. Não posso ouvir falar em filtro solar que lembro de Pedro Bial. …


Todo dia de manhã uma plaquinha muito simpática era pendurada no portão. No mesmo horário, há 20 anos, lá ia ela pendurar a plaquinha. Ainda ficava na ponta dos pés para alcançar o lugar de sempre. O barbante que se agarrava na grade de ferro, e se agarrava nos gravetos da plaquinha, puído de tudo, se esfarelando quase. A letra dela na plaquinha, e não importava se o leitor ficasse confuso com o ene dela que parecia um eme, e o eme que parecia um conjunto de montanhas, ou então uma centopeia cheia de perninhas.

Feito isto, sentava na banquetinha…


Lúcia, Lúcia, Lúcia. Ficava assim repetindo o nome mentalmente quando ela não estava por perto. Percebendo e decretando como a palavra Lúcia parecia luz, ou macia ou louça. A forma dela de segurar a xícara com fumaça saindo, as mãos unidas em forma de punhado, como que segurando um filhote, ou segurando o mundo como naquela gravura do livro de ciências da escola. Eram isso os jeitos e maneiras de Lúcia: capazes de transformar tudo em algo bonito a ser lembrado. E eu lembrava, e para não esquecer anotava, e para ser digno de Lúcia eu escrevia. Laudas intermináveis com…


Olha, não é por nada não. Mas eu sou antropólogue, já vi muito feitiço nessa vida. Coisa braba, doença, morte, pesadelo, vira bicho, amarração para o amor. Mas essa mandinga de não me tirar de São Paulo, putaqueparil. Não consegui ir embora hoje e não consigo nem começar a te explicar o que foi que me aconteceu.

Olha, não é por nada não, mas eu sou sociólogue, já vi muito erro de análise de conjuntura, erro rude, atraso de política pública, sucateamento de equipamentos, mas essa travada na terra da garoa é coisa que nem caetano explica, só o invisível…


[“Veja, o tratamento do silêncio é o pior. Eu devia ter te esperado dessa forma? Trancada do lado de fora esfregando as unhas na porta esperando alguém abrir. Estaria mentindo se dissesse que não houve esperança de uma virada dessas que surpreendem. Nem nunca começamos esse relacionamento. Nunca terminamos esse relacionamento. Afora isso, tudo aconteceu. Minha necessidade de somente sentir novamente, sentir tudo: é o som escroto da fome. Não há nada acima do prazer que devo dar aos homens. E eu sempre dei.

Ali, exatamente ali eu deixei tudo o que havia sobre mim e caí muito e muito…


Disse que eu sou apaixonante, mas um apaixonante pior do que o apaixonante de viés romântico, sendo a espécie de humano apaixonante, que simplesmente abarca todos os vieses possíveis. Como é possível que alguém se apaixone por mim sem saber com o que exatamente eu me pareço ou quem me torno no exato instante em que quero um suco de goiaba mas não tem goiaba? Pior é que só tem de manga, ainda por cima é aquele de caixinha da DelValle, tudo bem que poderia terrivelmente ser o da latinha, definitivamente nada parecido com as mangas das mangueiras margeando o…


No começo do ano, a Revista Literária ano II: ensaio abriu chamada para novas colaborações. Mandei um texto e publicaram. Foi uma honra, olha a minha mão tremendo. O que a revista faz e como faz, é um exemplo e um encanto. Vida longa à ano II: ensaio, futura ano cinquenta, setenta, noventa.

Texto: https://medium.com/revista-ensaio/uma-grande-amarelinha-o-inferno-est%C3%A1-sempre-ali-25c8d963b852

Acompanhem, prestigiem, divulguem e enviem material.

[Revista Literária ano II: ensaio
Linguagem ensaística ensaiando com a palavra literária]

Medium: ano II: ensaio
Instagram: https://www.instagram.com/ensa.io/
E-mail: ensaio.anoi@gmail.com
Editorial: https://medium.com/revista-ensaio/ano-ii-ensaio-820adbb17edc


Mais uma vez me arremessam para o desconhecido sem minha permissão. Mesmo com o impacto do ato, me arrasto para o novo não com a convicção de que com algum empenho possa ainda resistir, mas saltitando como uma minhoca arrancada da terra. Não tenho história bonita para contar. Não deixo lições ou possibilidades de que você se inspire em mim. Pelo contrário, um espelho inconveniente é o que vai te parecer. Não faz sentido algum a defesa de que seja uma ótima ideia sair da zona de conforto. Estender esse absurdo a todas as áreas e instâncias deixará a vida…

Jordana Machado

[Literatura entre colchetes] Instagram: jordanamachado1

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store